09/04/2019
Nota de Repúdio

A ADPERJ vê com preocupação os ataques ao defensor público Cleber Francisco Alves, titular da Comarca de Petrópolis, cometidos nos últimos dias nas redes sociais, por sua ação pela suspensão do decreto municipal que impede o uso de charretes de tração animal para transporte turístico na cidade. A petição é fruto da ausência de um plano de transição da prefeitura para criar um serviço alternativo, garantir a subsistência dos charreteiros e suas famílias, bem como resguardar e proteger os animais.

Vale ressaltar que a ação não é contra o fim desse tipo de transporte, apenas exige que a municipalidade não deixe os condutores desassistidos, sem fonte de renda para sua sobrevivência e a de seus animais.

A ação dá como exemplo o caso ocorrido na ilha Paquetá, que, diferentemente da situação em Petrópolis, tinha um plano de transição, que foi posto em prática após o fim das charretes com animais, em 2016.

A desinformação e o discurso de ódio, cada vez mais comuns no mundo virtual, são extremamente danosos e ferem a democracia e a cidadania, sobretudo, quando deferidos contra um agente público que apenas cumpre com seu dever de defender judicialmente os interesses individuais e coletivos.

A ADPERJ repudia as ameaças e ofensas virulentas sofridas por Alves e manifesta total apoio a sua atuação em prol de seus assistidos e das pessoas em situação de vulnerabilidade.



COMPARTILHE: