04/02/2019
Conselho Superior elege novo Corregedor Geral e homenageia promovidos à classe especial

A primeira Reunião Extraordinária de 2019 do Conselho Superior da Defensoria Pública do Rio de Janeiro iniciou nesta sexta-feira (1) com uma solenidade de homenagem às defensoras e defensores públicos promovidos à classe especial. 

Para o Defensor Público-Geral, Rodrigo Pacheco, a valorização de colegas que ascendem à classe especial aproxima todas as classes. “É preciso acabar com o divisionismo. Somos todos defensores públicos e temos que reverenciar os colegas que passaram décadas trabalhando na primeira instância e agora serão nossas referências nesse trabalho relevantíssimo junto aos Tribunais Superiores”.

A presidente da ADPERJ, Juliana Lintz, foi uma das homenageadas, assim como as defensoras associadas Adriana Gameiro, Fernanda Cristina de Moraes Campos, Isabel Zananiri, Marília de Abreu Quaresma Leitão e o defensor associado Cláudio Silva Mascarenhas Lima. Todos os homenageados ingressaram na instituição em 1994, pelo X concurso da Casa. 

“O X concurso foi muito emblemático, quando a Defensoria Pública viveu um de seus momentos mais difíceis, com enorme evasão da carreira, defensores retirados do interior e trazidos para a Capital”, declarou Juliana Lintz.

“Eu e meus colegas de concurso sabemos que ajudamos com cada pedrinha, cada tijolo da história da DPRJ. Hoje, temos uma instituição autônoma, valorizada, que soube enfrentar a crise e ser um pilar de amparo para a população mais vulnerável, que mais sofreu e sofre nesse momento. Nossa contribuição está aí. Tenho muito orgulho e alegria de fazer parte dessa história", completou a presidente da ADPERJ.

Nilton Honório é o novo Corregedor Geral da DPRJ

Após a homenagem, o Conselho Superior elegeu Nilton Manoel Honório o novo Corregedor Geral da instituição para o biênio 2019-2020, substituindo a colega Eliane Aina. Concorreu com Honório, Claudio Mascarenhas.

Defensor público há 37 anos, Honório atua na 2ª DP junto à 4ª Câmara Cível há cerca de 15 anos:

"Já tenho tempo para me aposentar, mas achei que seria a oportunidade de encerrar minha carreira com chave de ouro", comentou o futuro Corregedor Geral. "Sempre fui da trincheira e agora vou para a administração. Essa troca será desafiadora, mas acho que estou preparado e que posso contribuir muito com minha experiência para o cargo".

A cerimônia de posse será no dia 5 de fevereiro.




COMPARTILHE: