25/01/2019
Cáritas recebe mais uma leva de doações da ADPERJ para os refugiados

A parceria solidária da ADPERJ com a Cáritas RJ continua firme e forte! Na última quinta-feira (24), roupas de cama, mesa, banho e roupas de trabalho foram entregues na sede da instituição, no Maracanã.

"Achei importante trazê-los para que estejam ainda mais conscientes de que têm uma condição privilegiada de viverem em um país livre, onde podem se expressar, ter uma carteira de identidade, por exemplo. É importante que eles conheçam uma outra realidade, de pessoas que não têm esse privilégio, que são obrigadas a fugir de seu país, para pensar um pouco fora dessa caixinha em que vivemos".

A visita contou ainda com um bate-papo com a responsável pela mobilização de recursos da instituição, Mariana Sacramento, e Mireille Muluila, que chegou do Congo há quatro anos, fugindo da guerra, e atua desde então como agente de integração, intérprete, entre várias outras funções dentro da Cáritas.

"A maioria dos refugiados não fala português, desconhece a política do país, a cultura, não tem para onde ir. Muitos chegam apenas com a roupa do corpo", contou Mireille. "Aqui nos sentimos seguros, recebemos apoio jurídico, psicológico, aula de português. A Cáritas nos ajuda a dar os primeiros passos na busca de uma vida melhor longe de casa".

Mariana explicou que a demanda pelos serviços da instituição não para de crescer:

"No Rio de Janeiro, há quase 10 mil solicitantes de refúgio. É um trabalho de formiguinha, mas toda a formiguinha é importante para nós", completou.

A defensora Carina já conhecia o trabalho da Cáritas, mas a visita, segundo ela, foi uma experiência enriquecedora: 

"Cada um que conhece de perto a iniciativa pode ser um multiplicador desse conhecimento e ajudar a fortalecer o trabalho", completou Carina.

Apesar da familiaridade com a questão dos refugiados, Pedro se impressionou com as enormes dificuldades para se conseguir a concessão de refúgio no país, cujo processo pode durar até três anos:

"Não imaginei que havia tanta burocracia para eles conseguirem a condição de refúgio", comentou. "Achei bem legal o que eles fazem aqui".

No ano passado, as doações das associadas e dos associados da ADPERJ ajudaram a montar a casa de acolhida da Cáritas, localizada no Recreio, que recebe mulheres e crianças refugiadas em situação de extrema vulnerabilidade. Atualmente, 30 mulheres e crianças estão abrigadas no local.

Em fevereiro tem mais

No dia 8 de fevereiro, novas doações serão entregues em prol das pessoas em situação de refúgio que têm o Rio como nova morada. Neste início de ano, as necessidades de itens emergenciais são: repelentes, lâmpadas, papel higiênico, fraldas, alimentos não perecíveis e leite em pó. Itens alimentícios frescos (frutas, verduras, legumes, carnes, etc) também estão na lista das prioridades, mas a logística para esses itens precisa ser combinada com a equipe PARES Cáritas RJ (97116-8243, falar com Mariana Sacramento).

Doações de roupas são preferencialmente para crianças de até 12 anos, limpas e em bom estado. Para adultos, pede-se roupas mais formais para entrevistas de trabalho.

As doações são permanentes e podem ser entregues na sede da ADPERJ: Rua do Carmo 7/16º andar, Centro.

Doações em dinheiro também são muito bem-vindas por meio de transferência bancária para as seguintes contas:


1- Banco Bradesco 

Agência: 0814 

Conta corrente: 76565-1 

CNPJ 34267971/0001-14 / Cáritas Arquidiocesana do Rio de Janeiro - Programa de Atendimento a Refugiados e Solicitantes de Refúgio


2- Banco: 756 – BANCO COOPERATIVO DO BRASIL

Agência: 4338 – SICOOB COOMPERJ 

Conta corrente: 3608-0 – (ASSOCIAÇÃO DOS DEFENSORES PÚBLICOS DO RJ) 

CNPJ: 27.284.504.0001-37 

▪ Envio do recibo da transação para: adperj@adperj.com.br.

Faça parte desse esforço humanitário!



COMPARTILHE: