18/10/2017
BLODEPM abre processo seletivo para intercâmbio na Argentina

Até o dia 24 de outubro (próxima terça-feira), a ADPERJ estará recebendo os nomes dos interessados em participar do Programa de Intercâmbio, que acontecerá entre os dias 27 de novembro e 1º de dezembro, em Buenos Aires (Argentina). Promovido pelo Bloco dos Defensores Públicos Oficiais do Mercosul (BLODEPM), o programa tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento do modelo da Defensoria Pública por meio da troca de experiências e conhecimentos.

Quer participar?
Os interessados deverão encaminhar sua solicitação (conforme o edital) para a ADPERJ, que ficará responsável pela pré-seleção de dois nomes. Da lista de candidatos de cada estado, a ANADEP escolherá quatro Defensores para participar do intercâmbio.

Os participantes selecionados, do Brasil e de toda a América Latina, terão a oportunidade de conhecer a realidade e o trabalho desenvolvido pela Defensoria Pública da Argentina. No final do período, cada Defensor Público terá que apresentar um relatório detalhado de suas atividades, suas impressões pessoais e conclusão.

Os organizadores oferecerão ainda material didático, hospedagem durante o período do intercâmbio e transporte do aeroporto e para outras atividades vinculadas ao projeto. Já as despesas com passagem e alimentação são de responsabilidade do candidato.

Final do processo

O BLOQUE selecionará o candidato final, através de análise curricular, até o dia 31 de outubro. Após escolhido, o candidato tem até o dia 1º de novembro para confirmar sua inscrição junto ao BLOQUE. 

As outras informações a serem confirmadas são:

1) Comprovação de seguro de saúde durante o tempo de estadia em Buenos Aires;
2) Comprovação da compra de passagem aérea ou terrestre;
3) Dispor de uma quantidade de U$S 50,00 (Cinquenta Dólares Americanos) por dia de permanência;
4) Aderir aos termos do programa de intercâmbio e suas regras.

Clique aqui e leia o edital de participação;

Clique aqui e leia sobre as especificações do programa

Parcerias

Com apoio do Bloque, o programa foi elaborado pelo Ombudsmans Office, Associação dos Magistrados e Funcionários da Justiça Nacional (AMFJN), Associação dos Defensores Públicos da República Argentina (ADEPRA) e do Conselho Federal de Advogados e Conselheiros Gerais da República Argentina.



COMPARTILHE: